14 de mai de 2010

Então é isso - como sou insuportavelmente romântica, meu Deus. (...) Porque ainda gostaria de poder acreditar que você nadaria de volta para mim.

Fernanda Young

Um comentário:

Priscila Rôde disse...

No fundo, a gente sempre acredita!